Cartaxo quer Socorro Gadelha de volta à Pasta da Habitação

Cartaxo quer Socorro Gadelha de volta à Pasta da Habitação

Na continuidade da reforma programada em sua equipe de auxiliares, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), revelou, ontem, que um dos nomes cotados para retornar à gestão municipal é o da secretária nacional de Habitação, Socorro Gadelha, que ainda está vinculada ao Ministério das Cidades. De acordo com o prefeito, Socorro Gadelha teve e tem uma atuação muito marcante na área habitacional, tendo implementado o maior programa da história de João Pessoa com mais de sete mil casas entregues.

O alcaide disse que aguarda as articulações do deputado federal paraibano Aguinaldo Ribeiro, do PP, que está em viagem, para saber se ela permanecerá na secretaria nacional no governo de Jair Bolsonaro, do contrário pode voltar a atuar na prefeitura. Luciano disse que outros nomes estão em processo de exame para compor sua equipe. Por outro lado, Cartaxo garantiu que mesmo continuando firme na oposição ao governo do Estado não deixará de dialogar com João Azevedo (PSB) quando o assunto for promover melhorias para a cidade de João Pessoa. “Não vou me recusar a manter qualquer diálogo institucional. Essa é a minha obrigação, se é que o governo do Estado tem planos para João Pessoa”.

Ele também irá aguardar as acomodações processadas no âmbito da administração federal, para aferir a possibilidade concreta de parcerias do governo Bolsonaro com os municípios. “Durante a campanha dele (Bolsonaro) foi propagada muito a intenção de fazer parcerias com os municípios, para que os recursos cheguem, de fato, ao dia-a-dia das pessoas, porque ninguém mora no governo federal ou no governo estadual; elas moram nos mais de cinco mil municípios existentes no Brasil. Então, vamos esperar quais serão os mecanismos que serão criados pelo governo federal para fazer com que essas parcerias possam efetivamente melhorar a vida da população”, acrescentou Luciano Cartaxo.

Ele rebateu as insinuações de que estaria cometendo nepotismo por ter nomeado o seu irmão gêmeo Lucélio, ex-candidato a governador, como chefe de gabinete da prefeitura de João Pessoa. “O cargo é político. Lucélio vem para cumprir um papel importante de articulação política, de diálogo. É um cargo fundamental para quem tem a experiência que ele tem, que conhece a relação com as instituições, com as entidades sociais. Esse debate improdutivo sobre nepotismo não tem pé nem cabeça”, ironizou o prefeito de João Pessoa.

Da Redação, com informações de Adriana Rodrigues (Correio da Paraíba)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *