Cartaxo rebate Romero e nega divergências com Maranhão

Mal retornou a João Pessoa, após viagem internacional que incluiu missão técnica exitosa junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) em Washington, o prefeito Luciano Cartaxo (PSD) teve que se deparar com indagações políticas dos repórteres, como desdobramento de opiniões emitidas por outros expoentes do cenário local, tendo como pano de fundo composições para o pleito de 2018. Cartaxo respondeu diretamente ao prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, do PSDB, que insinuou equívoco dos tucanos no pleito municipal de 2016 em João Pessoa, ao apoiarem a reeleição de Luciano em vez de lançarem candidatura própria.

Em declarações a emissoras do Sistema Correio de Comunicação, Cartaxo disse que da mesma maneira que os tucanos abriram mão de candidatura na Capital, o PSD abriu mão de candidatura em Campina Grande. Ele insistiu na prevalência da unidade das oposições na campanha majoritária de 2018 e ressaltou que vai trabalhar com a perspectiva de avanço dos adversários do governador Ricardo Coutinho (PSB), cujo projeto na Paraíba considerou exaurido. Luciano diz que se coloca como uma das alternativas e desmentiu, enfaticamente, as versões de distanciamento entre ele e o PMDB do senador José Maranhão.

– O PMDB é um parceiro importante na nossa gestão, é um partido que colabora com políticas públicas e não só por causa da presença na administração com o vice-prefeito Manoel Júnior, que tem sido um companheiro valioso. Eu acredito que, acima de tudo, nós temos compromisso com a Capital paraibana. Foram 12 partidos pensando em como melhorar a vida do povo, então nós estamos dispostos a manter o diálogo. De minha parte, converso sempre com o senador José Maranhão, tenho um bom relacionamento com ele. Mas reitero que o diálogo prioritário deve focar a melhoria da qualidade de vida da população.

Luciano Cartaxo, que retomou a agenda administrativa ontem mesmo, avaliou como positivo o saldo da viagem técnica empreendida a Washington junto ao BID. Disse que conseguiu finalizar todos os detalhes da operação para aporte de recursos do BID em projetos de desenvolvimento sustentável em João Pessoa. Esses projetos, de acordo com o relato do gestor, vem sendo idealizados há mais de quatro anos, desde que ele e equipe investiram-se no comando da administração municipal pessoense. “O nosso desafio é pensar em um projeto de cidade preeparada para conviver com 1 milhão de habitantes”, diagnosticou Luciano Cartaxo. O formato final do que está sendo discutido será submetido à apreciação da Secretaria do Tesouro Nacional e do próprio Senado para aprovação, já que envolve o afluxo de recursos internacionais.

Nonato Guedes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *