DEM reconduz Efraim ao comando com missão de preparar disputa

DEM reconduz Efraim ao comando com missão de preparar disputa

A eleição para renovação do diretório estadual do Democratas (DEM), na Paraíba, ocorre hoje até as 17h na sede da agremiação em João Pessoa e contando com a presença de lideranças políticas de diferentes municípios. A perspectiva, admitida entre os próprios filiados, é de recondução do ex-senador Efraim Morais à presidência do diretório regional, com a missão específica de preparar a sigla para as eleições de 2020 e o lançamento de candidaturas próprias a prefeitos em vários municípios. Efraim Morais é, atualmente, secretário de Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca do governo de João Azevêdo.

O deputado federal Efraim Filho, reeleito na última eleição, ressalta que o DEM renova o mandato do seu pai como dirigente do partido mas traz novidades que sinalizam o crescimento da legenda, com a filiação de lideranças importantes. De acordo com o parlamentar, o Democratas vem se fortalecendo nos municípios e colocando em prática um grande trabalho de planejamento para as eleições municipais de 2020. Entre as novidades apontadas por Efraim Filho no novo diretório estadual estão as participações do deputado estadual Felipe Leitão, da primeira-dama de Cabedelo, Daniella Ronconi, além da presença de prefeitos de cidades-polos como Jacques Lúcio, de São Bento, Renato Mendes, de Alhandra, entre outros que irão disputar a reeleição e que podem ingressar no DEM para concorrer ao pleito do próximo ano.

O deputado federal revelou, ainda, que o Democratas cogita lançar candidaturas em Sousa, Bayeux, Santa Rita e João Pessoa. Na Capital, as articulações estão sendo reforçadas com a chegada do deputado Felipe Leitão. Efraim Filho alertou que o DEM adotará nova estratégia para as eleições do próximo ano na Paraíba, mas não quis entrar em detalhes a respeito. O presidente que será reconduzido hoje começou sua trajetória política como deputado estadual, representando a cidade de Santa Luzia e o Vale do Sabugy e obtendo reeleição segura. Partiu, depois, para mandatos na Câmara Federal, onde se projetou, sendo alçado à primeira vice-presidência, posto no qual deu posse a Luiz Inácio Lula da Silva como presidente da República em 2003. Efraim havia assumido a titularidade da Mesa da Câmara com a renúncia de Aécio Neves à presidência para tomar posse como governador de Minas Gerais, eleito que fora pelo PSDB. No Senado Federal, Efraim Morais foi primeiro-secretário da Mesa do Senado. Na única eleição ao Senado, ele largou como azarão e acabou derrotando nas urnas o ex-governador Wilson Leite Braga.

Nonato Guedes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *