Dom Delson faz pronunciamento sobre denúncias contra padres

Dom Delson faz pronunciamento sobre denúncias contra padres

O arcebispo da Paraíba, Dom Delson, fez hoje um pronunciamento esclarecendo a posição da Igreja sobre as denúncias veiculadas pela imprensa contra alguns padres.

Ele disse que no âmbito da Igreja todas as providências estão sendo tomadas. “Existe um procedimento canônico iniciado com a suspensão de ordem dos padres que foram investigados pelo Ministério Público Estadual”, afirmou ele.

O arcebispo informou que após a conclusão do processo, o caso será enviado para a Congregação para Doutrina da Fé, órgão do Vaticano responsável para tratar da matéria. Ele lamentou que padres estejam sendo denunciados nos meios de comunicação, atingindo a imagem da Igreja. “Repudiamos todo e qualquer ato que atente contra a dignidade humana, sobretudo quando se trata dos mais vulneráveis”.

Abaixo o pronunciamento:

Queridos irmãos e irmãs da amada Arquidiocese da Paraíba e de todo o povo de Deus que me ouve neste momento.

Diante de tudo que está sendo divulgado nos meios de comunicação social sobre denúncias contra alguns padres da Arquidiocese da Paraíba venho dizer a minha palavra enquanto arcebispo.

Estava de férias com a minha família quando no dia 20 de janeiro uma reportagem trouxe novamente à tona questões difícieis da nossa arquidiocese. Toda a Igreja com muita tristeza se vê envolvida nesta onda de denúncias e sente profundamente que padres estejam sendo denunciados nos meios de comunicação, atingindo o que nós temos de mais sagrado, que é a nossa fé.

A arquidiocese está fazendo a sua parte. Existe um procedimento canônico iniciado com a suspensão de ordem dos padres que foram investigados pelo Ministério Público Estadual, em processo já arquivado. O procedimento canônico está em fase de conclusão pelo Tribunal Eclesiástico do Regional Nordeste II. Esperamos a conclusão, os pareceres dos juízes eclesistásticos para enviá-los à Congregação para Doutrina da Fé, órgão do Vaticano responsável para tratar destas matérias consideradas mais graves para a Igreja. E toda nova denúncia obedecerá os mesmos trâmites legais previstos na orientação da Igreja.

A Igreja da Paraíba não mede esforços e em comunhão com o Santo Padre, o Papa Francisco, em colaborar com o Estado em todas as iniciativas necessárias para que a Justiça seja feita. Se houver culpados que sejam responsabilizados. Repudiamos todo e qualquer ato que atente contra a dignidade humana, sobretudo quando se trata dos mais vulneráveis.

Meus irmãos, nós somos a Igreja e vamos juntos confiando em Deus superar esse momento triste da nossa história. Acreditamos na Justiça e contamos com a oração de todos para que a verdade seja esclarecida.

Esta Arquidiocese sempre realizou sua missão evangelizadora em prol da sociedade paraibana, sobretudo dos menos favorecidos. Temos um histórico de lutas e conquistas em favor do povo e da promoção social. À luz da palavra de Deus, guidados pelo Espírito Santo, continuemos renovando a esperança do povo de Deus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *