Gasto com pessoal avança nos últimos anos nos estados; investimentos recuam

As despesas com pessoal dos estados, incluindo ativos e inativos, avançaram nos últimos anos ao mesmo tempo em que recuaram seus gastos com investimentos, segundo a versão final do Boletim de Finanças dos Entes Subnacionais da Secretaria do Tesouro Nacional, que traz dados consolidados de 2016. O documento foi divulgado nesta quarta-feira (6).

Os números do Tesouro mostram que as despesas com pessoal dos estados somavam R$ 184 bilhões em 2010, avançando para R$ 260 bilhões em 2013 e para R$ 340 bilhões no ano passado. Enquanto isso, os investimentos dos estados, que totalizavam R$ 49,5 bilhões em 2010, subiram para R$ 61 bilhões em 2013 e depois caíram para R$ 42,9 bilhões no ano passado.

De acordo com o Tesouro Nacional, houve um crescimento real (acima da inflação) de 22,85%, pela média, nos gastos com pessoal dos estados nos últimos seis anos.

Estados ‘desenquadrados’

O Tesouro Nacional informou ainda que, seguindo sua metodologia, os Estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Paraná, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Goiás e Mato Grosso e Rio Grande do Norte apresentam “comprometimento elevado de suas receitas correntes líquidas com despesas com pessoal”.

Por Alexandro Martello, G1, Brasília

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *