Livro de Marx para crianças faz ressurgir o Comando de Caça aos Comunistas

Num país onde a simples menção em discutir ideologia de gênero nas escolas gera atritos até mesmo entre aqueles que não sabem nem do que está falando, seria mais do que previsível a nova polêmica na praça. Em comemoração ao bicentenário de Karl Marx que acontece este ano, a Editora Boitempo lança “O capital para crianças”, com o objetivo de apresentar as ideias do filósofo alemão para o público infanto-juvenil. A notícia, claro, desagradou aqueles que ainda acreditam que comunista come criancinhas. A fundadora e diretora da Boitempo, Ivana Jinking, utilizou seu perfil no Facebook para denunciar uma série de ameaças e ofensas que tem recebido desde que foi anunciado o lançamento de livros infantis sobre Marx.

“Um fascistoide ligou na editora há pouco para fazer ameaças a mim (o vocabulário vocês podem imaginar qual seja, não?). Outros dois mandaram ofensas pelo Messenger”, disse Ivana. Segundo ela, a editora tem recebido ligações e mensagens privadas com xingamentos e intimidações.

Na denúncia, segundo matéria do Diário de Pernambuco, a editora da Boitempo retomou ainda as perseguições sofridas pelo seu pai, na década de 1980, devido a sua orientação política. “Vou contar pra esse povo que cresci vendo meu pai receber cartas e telefonemas ameaçadores (pérolas como ‘vamos matar todos vocês, comunistas!’). Até o começo dos anos 1980, o CCC jogava bombas e atirava na fachada da nossa livraria, explodiam os carros e por aí vai. Tenho, portanto, o casco duro”. E acrescentou: “Tentativas de intimidação não nos farão arredar pé um milímetro que seja do projeto de oferecer livros de qualidade, para adultos e crianças”. Ela divulgou um print com as mensagens enviadas por um agressor. “Vá ensinar comunismo pra criança na put* que pariu! Sua nojenta!”, diz uma das agressões. O CCC de que fala Ivana é o Comando de Caça aos Comunistas, organização paramilitar anticomunista brasileira de extrema direita, atuante sobretudo nos anos 1960 e composta por estudantes, policiais e intelectuais favoráveis ao regime militar então vigente.

No site da editora, o livro é apresentado da seguinte forma: “O vovô Carlos é um barato! Sempre que vão visitá-lo, seus netos pedem que ele conte uma história. Só que dessa vez ele vai contar uma história diferente. Nada de princesas ou dragões! A história de hoje aconteceu de verdade, não faz tanto tempo assim e continua se repetindo em muitos lugares do mundo… A história da luta dos trabalhadores”.

Karl Marx nasceu em maio de 1818. Foi filósofo, sociólogo, jornalista e, sobretudo, revolucionário socialista. Sua obra sobre economia estabeleceu a base para muito do entendimento atual sobre o trabalho e sua relação com o capital, além do pensamento econômico posterior. O Manifesto Comunista e O Capital estão entre suas principais obras. Marx é autor, entre outras, da célebre frase: “A história se repete, a primeira vez como tragédia e a segunda como farsa”. Deve estar assistindo de camarote de seu túmulo a história se repetindo como farsa nas ruas brasileiras, povoada de soldados do exército e comando de caça ao povo que quer apenas o direito de viver dignamente. Ah, detalhe: o livro de Marx para criança será vendido e não distribuído gratuitamente em escolas. Portanto, compra quem quer.

Linaldo Guedes
linaldo.guedes@gmail.com

1 Comentário

  1. Almanakut Brasil disse:

    Comunista bom é comunista morto, cremado e com as cinzas jogadas no mar de CUba!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *