Maranhão prevê vitória ao governo do Estado já no primeiro turno

Em uma entrevista a uma emissora de rádio de João Pessoa, o senador José Maranhão (MDB), pré-candidato ao governo nas eleições de outubro, avaliou que com a desistência do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), a sua pré-candidatura passa a ser a mais competitiva na disputa eleitoral. Ele salientou que permanece no campo das oposições ao esquema do governador Ricardo Coutinho (PSB) e que tem conversado muito com o senador Cássio Cunha Lima, do PSDB, sobre eventuais composições a serem processadas para o pleito vindouro.

– As conversas com Cássio têm sido frequentes ultimamente. Estamos afinando as conversas no campo dos interesses comuns a todos os paraibanos, no sentido de se formar um grupo de oposição forte e competitivo. Entendo que, dessa forma, continuamos no caminho certo – proclamou José Maranhão. A respeito de defecção do grupo Wanderley, de Patos, na seara do MDB, o senador informou que está articulando a chegada de algumas lideranças que possam compensar migrações. Para tanto, estão deflagrados entendimentos com o deputado estadual João Henrique, a ex-primeira-dama de Monteiro, Edna Henrique, além dos suplentes de deputado Carlos Batinga e Guilherme Almeida.

Outro que também está sendo assediado para ingressar no MDB é o vereador de João Pessoa, Lucas de Brito, cujo nome é cotado para disputar uma das 36 cadeiras da Assembleia Legislativa nas eleições deste ano. Lucas frisou que continua conversando com vários partidos mas não garantiu filiação à agremiação dirigida pelo senador Maranhão. “Vamos conversar com o maior número possível de atores políticos, para compreender o novo cenário para as eleições de outubro. Isso nos permitirá uma decisão mais abalizada”, comentou o vereador por João Pessoa. Maranhão enfatizou que essas questões estão sendo discutidas internamente e virão a público tão logo se concretizem as novas filiações. As versões dão conta de que o deputado federal Hugo Motta e os estaduais Nabor Wanderley e Jullyus Roberto devem se filiar ainda hoje ao PRB, partido até então comandado na Paraíba pelo deputado estadual Jutay Menezes. Hugo poderá assumir a presidência da agremiação no Estado e de antemão promete a filiação de mais de 20 prefeitos ligados ao seu grupo. O ingresso dos novos membros deve alterar os planos do deputado Jutay Meneses em disputar uma cadeira na Câmara Federal, levando-o a partir para a reeleição à Assembleia Legislativa.

1 Comentário

  1. Marconi Lucena disse:

    A idade chegando… é assim mesmo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *