Partidos priorizam alianças para a disputa proporcional na Paraíba

Partidos priorizam alianças para a disputa proporcional na Paraíba

“Não interessa ao PSC uma composição com o MDB do senador José Maranhão, que possui apenas um partido, o PR, na aliança. O PR não tem cauda, já que apenas o deputado Caio Roberto tem voto para a Assembleia Legislativa, não havendo nome expressivo para ajudar numa aliança”. O comentário, feito pelo deputado estadual Renato Gadelha, do PSC, exprime uma realidade: os partidos políticos que estão fechando alianças na Paraíba para as eleições deste ano estão dando prioridade às chapas proporcionais.

Os apoios aos pré-candidatos ao governo do Estado somente estão sendo consolidados pelas respectivas direções de legendas depois de uma minuciosa avaliação sobre viabilidade eleitoral no contexto da coligação. Um outro partido com dificuldades para fechar aliança é o Progressistas, que conta com o deputado federal Aguinaldo Ribeiro e a deputada estadual Daniella Ribeiro, cotada para disputar o Senado. Há, teoricamente, espaço aberto para a candidatura de Daniella ao Senado em três pré-candidaturas ao governo do Estado: na de José Maranhão (MDB), de Lucélio Cartaxo (PV) e até na de João Azevedo (PSB), embora neste último esquema o governador Ricardo Coutinho não sinalize maior empolgação pela presença da deputada na chapa.

Interlocutores do grupo Ribeiro, que conta, ainda, com o vice-prefeito de Campina Grande, Enivaldo, presidente estadual do PP, revelam que o grande problema está na escolha de uma das chapas que garanta a reeleição de Aguinaldo à Câmara Federal. Atual líder do governo Michel Temer na Câmara, Aguinaldo Ribeiro foi ministro das Cidades no governo de Dilma Rousseff e é um parlamentar conhecido pelo excelente trânsito junto a bancadas de outros Estados. Partidos que anunciaram apoio à pré-candidatura de João Azevedo (PSB) se anteciparam e fecharam as chapas proporcionais antes mesmo das convenções, casos do Democratas, PPS, PPS, Rede e PMN. Eles oficializaram a aliança que vai contar com 72 pré-candidatos que irão disputar uma vaga na Assembleia Legislativa. Raoni Mendes, presidente do diretório municipal do DEM em João Pessoa, resume: “É uma coligação com bons nomes que farão uma grande diferença no Legislativo Estadual. Nossa composição para a proporcional foi fechada depois de muito diálogo com todos os pré-candidatos do Democratas e também das outras legendas”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *