Prefeito busca empreendimentos que gerem empregos em Cabedelo

O prefeito em exercício de Cabedelo, Vitor Hugo, do PRB, confirmou gestões para atrair empreendimentos que gerem empregos para a população. Ele quer priorizar ramos de atividades que ainda não prosperam na cidade portuária, a exemplo da rede hoteleira, que conta atualmente com três estabelecimentos interessados em instalar-se na cidade, a exemplo do Vila Galé, rede portuguesa tida como uma das maiores da Europa. Vitor Hugo frisou que está disposto a conceder incentivos fiscais para a redução de impostos, sem que isto implique, todavia, em renúncia a receitas.

Definiu que está em curso um novo modelo de gestão focado no crescimento da cidade, mediante o estímulo concreto à geração de emprego e renda. Pelos seus cálculos, mais de 300 empregos diretos serão gerados nos próximos dias com a instalação de uma loja das Casas Bahia, uma da LDF Material de Construção e outra do centro de comercialização e distribuição do grupo Assaí, todos eles sem renúncia fiscal. Em entrevista a uma emissora de rádio de João Pessoa, o prefeito interino avaliou os dois primeiros meses de sua gestão, salientando que faz política por convicção e visando ao bem coletivo, não motivado por interesses próprios.

– A minha preocupação à frente da prefeitura é fazer uma gestão com responsabilidade, baseada na correta aplicação dos recursos públicos. É até uma forma de respeitar as pessoas que pagam impostos mais caros do mundo, como se dá no Brasil,o que se reflete por gravidade em municípios como o de Cabedelo – acrescentou Vítor Hugo, investido no cargo numa situação de emergência decorrente do afastamento e prisão de Wellington Viana, flagrado pela Operação Xeque-Mate da Polícia Federal. Além da extinção dos cargos comissionados com salário de R$ 10 mil, o prefeito de Cabedelo logrou um feito histórico na área da Educação, reajustando em 15% vencimentos dos professores. Entregou mais de mil fardamentos, que em cinco anos não eram distribuídos aos alunos.

O gestor destacou investimentos pontuais em obras de infraestrutura. Só na coleta de lixo, a prefeitura conseguiu economizar substancialmente os gastos, reduzindo-os de R$ 970 mil para R$ 750 mil mensais. Além do mais, foi executada toda a iluminação pública da praia do Jacaré, que foi igualmente beneficiada com pavimentação, mediante intervenção do governo do Estado. Um projeto que Vitor Hugo considera audacioso é o “Pavimenta Cabedelo”,que se propõe a beneficiar 27 vias públicas, com drenagem superficial, investimentos de R$ 4 milhões, oriundos de recursos próprios através da arrecadação do IPTU. “Pela primeira vez na história de Cabedelo o IPTU está voltando para o cidadão em termos de benefícios”, concluiu ele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *