Ricardo diz que Cássio está no seu pior momento e busca salvar-se com Cartaxo

Ricardo diz que Cássio está no seu pior momento e busca salvar-se com Cartaxo

Nas estocadas políticas que trouxe a público contra adversários, em declarações ao Sistema Correio de Comunicação, o governador Ricardo Coutinho (PSB) não só atacou os irmãos Luciano e Lucélio Cartaxo (PV) como procurou desqualificar o senador Cássio Cunha Lima, do PSDB, dizendo que ele está no seu pior momento político e, por não ter para onde ir, tenta salvar-se na companhia do pré-candidato do PV à sucessão estadual. “Cássio sabe que irá ser duramente cobrado por tudo aquilo de mal que fez ao povo brasileiro e ao povo da Paraíba. É um parlamentar inexpressivo e um senador que trabalhou contra o Estado. Tentou conspirar permanentemente contra os interesses da Paraíba”, acusou o governador socialista.

Na avaliação de Ricardo, Cássio Cunha Lima jamais iria deixar de apoiar Luciano Cartaxo no projeto para a disputa ao governo do Estado. “Quando Luciano bateu em retirada, ele ficou sem arma nenhuma para negociar. Depois disso tudo, colocaram Lucélio como candidato a governador, mas ele não é candidato. Anotem o que estou dizendo: Lucélio não é candidato a governador. Não se pode querer governar a Paraíba pelo fato de ser irmão de alguém. A Paraíba é politizada, não aceita esse tipo de orquestração”, prosseguiu o governador, advertindo que há um clima de desconfiança generalizada na oposição. “Todos vivem desconfiando da própria sombra, esperando para saber se a chapa do governo vai querer algum deles para compor”.

O gestor socialista disse ainda que a oposição não sabe o que diz, não tem qualidade nem discurso, muito menos história “e é por isso que vive inventando candidaturas, pensando que o eleitorado é bobo”. Salientou que desde janeiro vinha “cantando a pedra” sobre a desistência do prefeito Luciano Cartaxo em concorrer, o que acabou se materializando. “O que havia, na verdade, era muito blefe. Quando chegasse a hora do gongo bater, todo mundo iria bater em retirada e isto aconteceu, de imediato, com Luciano Cartaxo”. Indagado a respeito dos rumores de uma possível desistência do ex-secretário João Azevedo da candidatura ao Palácio da Redenção, o governador Ricardo Coutinho pontuou que não há a menor possibilidade. Acusou os adversários de espalharem boataria nesse sentido desde o ano passado e atribuiu essa postura ao descontrole, ao desmoronamento psicológico dos que combatem o governo do Estado.

Nonato Guedes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *