Lenilson Guedes

Nascido na cidade de Cajazeiras, alto sertão da Paraíba, Lenilson Guedes é jornalista desde 1983. Seu primeiro emprego foi na rádio Tabajara, como repórter e locutor noticiarista. Na emissora chegou a ocupar o cargo de diretor de programação por oito anos consecutivos. Ainda no rádio teve passagens pela extinta Arapuan AM, 98 FM e CBN. No jornalismo impresso trabalhou em A União, Correio da Paraíba e Jornal da Paraíba. Formado em jornalismo, pela UFPB, também trabalhou na assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça e na secretaria de Comunicação do Estado, no cargo de coordenador de rádio e tv. De forma independente editou o blog Lanacaprina, focado em assuntos da área jurídica. Foi presidente do Sindicato dos Radialistas e tesoureiro da Associação Paraibana de Imprensa. Atualmente faz lic enciatura no curso de Ciências das Religiões, na Universidade Federal da Paraíba.

Nonato Guedes

Nonato Guedes começou cedo sua militância na imprensa, como office-boy, na Difusora Rádio Cajazeiras, no início da década de 70. Em pouco tempo estava como integrante do departamento de rádio-jornalismo. Convidado pela rádio Alto Piranhas, que na época era da diocese, montou o departamento de rádiojornalismo e tornou-se locutor-entrevistador e noticiarista até 1978, quando veio para João Pessoa. Aqui, atuou nas rádios Correio, Arapuan e Tabajara, jornais O Norte, Correio, Momento, A União e nas revistas “A Carta” e “Bastidores”. Foi correspondente do jornal O Estado de São Paulo por sete anos. Na TV Cabo Branco, afiliada da Globo, mediou debates entre candidatos a prefeito de João Pessoa e ao governo do Estado. Foi superintendente do jornal A União. Escreveu o livro ‘A Fala do Poder’ e é co-autor do livro ‘Política & Poder na Paraíba”. Foi vice-presidente e presidente da Associação Paraibana de Imprensa. Sua especialidade na imprensa sempre foi o colunismo político.

Linaldo Guedes

Linaldo Guedes é jornalista e poeta. Nascido em Cajazeiras, é radicado em João Pessoa desde 1979. Como poeta, lançou os livros “Os zumbis também escutam blues e outros poemas” (A União/Texto Arte Editora, 1998), “Intervalo Lírico” (Editora Dinâmica, 2005), “Metáforas para um duelo no Sertão” (Editora Patuá, 2012) e “Tara e outros Otimismos” (Editora Patuá, 2016). Lançou, em 2015, “Receitas de como se tornar um bom escritor”, pela Chiado Editora, de Portugal. Tem textos e poemas publicados em dezenas de livros lançados no Brasil, incluindo antologias. Sua produção literária e fortuna crítica podem ser acessadas nos seguintes blogues: https://conversandosobrelinaldoguedes.wordpress.com/ https://linaldoguedes.wordpress.com/